sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Reunião para Organizar a Conferência de Saúde do Trabalhador

A reunião iniciou com a fala do coordenador Jose Carlos Valença responsável Conferencia Nacional de Saúde do trabalhador representante do DF expondo os marco legais, o temário central : Conferência de Saúde do trabalhador e trabalhadora direito  de todos e dever do estado e os sub eixos  Implementação da politica do trabalhador, desenvolvimento , financiamento educacional entre outros . Informou que  Decreto  ainda será assinado pelo GDF  para convocação da conferência e que a organização, data e local foram pré estabelecida pelo Conselho de Saúde do DF: Uma conferência macroregional com as sete regiões de saúde do DF de 25 a 26 de Abril, local Fepecs e uma Distrital 23 e 24 de Maio de 2014 como justificativa enumerou a falta de tempo para organizar o evento e o ano atípico de 2014 com grandes eventos. A proposta  não foi aceita pela plenária, o presidente do Conselho de saúde do DF iniciou sua fala afirmando  que não quer transformar a  conferencia em "Muro de Lamentação" e que pela sua experiencia, avalia que as conferências regionais pouco acrescenta de efetivo para influenciar no contexto Distrital opinião essa, também defendida pela secretária executiva do CSDF que acrescentou " para o Conselho Nacional de Saúde "vale'" a Distrital". O presidente ponderou  informando que o escopo  está em construção e o motivo da reunião era para consensuar  sobre a organização do evento . Ao citar as comissões  não estava inserida a coordenação  de plenária Nacional segundo a mesa diretora será  inserido posteriormente . O conselheiro Renato do  CRS do Gama fez uso da palavra e se posicionou contrario assim como N.Bandeirante, Candangolandia, Riacho Fundo I, Recanto, Santa Maria entre outros. Entendemos que ao fazer as conferências  sem a etapa Regional  excluir os trabalhadores do debate e desconsidera o papel dos conselhos Regionais  . Inclusive alguns Conselhos Regionais já iniciaram o processo de organização da Conferência do Trabalhador, como Recanto das Emas , Gama,Santa Maria e N.Bandeirante e Sobradinho. O presidente do CSDF afirmou não dispor de dotação  orçamentaria para organizar as Conferências e encaminhou como proposta que os  presidentes dos CRS assumissem o compromisso de organizar buscando apoio de terceiros. O conselheiro do Recanto perguntou se pelo menos a alimentação dos conferencista e palestrante seria como nos eventos anteriores, oferecida de forma gratuita  com apoio da SES/ DF através da SANOLI, o mesmo afirmou que não. Como um Conselho Regional que não tem verba para comprar uma caneta e os conselheiros são voluntários, vão  arcar com uma conferencia Regional onde teremos dois dias de debates com no minimo 08h consecutivas, sem sequer oferecer água para os participantes? Não houve consenso e os presidentes de CRS pediram um prazo para consultar os demais Conselheiros para saber se a interesse dos mesmos assumir esse compromisso. Saúde do Trabalhador vamos debater? Ou vamos falar de nós para nós mesmo?